Pesquisar no Blog do Profº Maurício

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Coreia: Uma Nação dividida


África: Berço da Humanidade

Cidade antiga emerge das areias de deserto | Ciência | band.com.br



Candidato a antepassado do gênero humano ganha análise completa



Candidato a antepassado do gênero humano ganha análise completa

REINALDO JOSÉ LOPES
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA


Uma controvertida espécie de hominídeo (membro do grupo de primatas que desemboca no homem moderno) acaba de ganhar um "check-up" completo, dos pés à cabeça.
Segundo os cientistas responsáveis pelo trabalho, trata-se da análise mais detalhada já feita de um membro extinto da linhagem humana, e os dados podem fortalecer a ideia de que a criatura era mesmo ancestral do nosso gênero, o Homo.
Esse ponto ainda promete provocar muita polêmica entre os estudiosos da evolução humana, mas a riqueza de dados na nova "ficha médica" da criatura, o Australopithecus sediba, é inegável.
Os resultados mais importantes vêm da passagem do australopiteco pelo "ortopedista" e pelo "dentista", digamos, que ajuda a reconstruir o esquisitíssimo andar do primata de 2 milhões de anos e traz mais pistas sobre sua posição na árvore genealógica do homem.
Os achados estão numa série de seis artigos científicos, publicados em formato eletrônico pela revista americana "Science" e coordenados pelo paleoantropólogo Lee Berger, da Universidade do Witwatersrand, na África do Sul.
Berger foi o responsável por identificar os primeiros fósseis do A. sediba na região de Malapa, perto de Johannesburgo, quando prospectava a área acompanhado de seu cão e seu filho pequeno, Matthew.
Na nova batelada de artigos, ele e uma equipe internacional de colaboradores examinam em detalhe os restos mortais de três indivíduos da espécie 
PÉ CHATO
Uma das principais conclusões do estudo é que o A. sediba tem uma anatomia que é um curioso mosaico de características típicas dos grandes macacos e do gênero Homo. E nada mostra melhor isso do que o estudo das pernas e dos pés do bicho, conduzida por Jeremy DeSilva, da Universidade de Boston (EUA).
DeSilva, que herdou seu sobrenome de um trisavô do arquipélago português dos Açores, diz que, do ponto de vista dos humanos modernos, é como se a criatura tivesse pé chato.
"Se você o visse de longe, seria como uma pessoa andando, porque a perna e os quadris estariam totalmente estendidos, e não curvados, como os de um chimpanzé", explicou ele à Folha.
Quem chegasse mais perto, no entanto, veria que seus passos eram miudinhos e rápidos, em parte por causa do osso do calcanhar extremamente pequeno. Além disso, o pé chato levaria a uma reação em cadeia que torceria os joelhos e o quadril para dentro conforme o primata caminhasse.
"Ao observar isso, você provavelmente notaria quanta rotação e torção estavam acontecendo nas juntas dos pés, do joelho e dos quadris", diz DeSilva. Coisas parecidas acontecem com algumas pessoas que sofrem de problemas ortopédicos. Mas, no caso doA. sediba, esse andar esquisito é apenas a solução biomecânica que a espécie adotou para manter-se em duas pernas, afirma ele.
Coisas igualmente curiosas aparecem quando se olha a anatomia dos braços e do tronco do animal. No primeiro caso, ele provavelmente conseguia ficar suspenso nos galhos de árvores com facilidade parecida com a de um chimpanzé, embora suas mãos parecessem mais humanas. E seu tórax, com ombros aparentemente encolhidos, devia impedir que ele caminhasse balançando os braços ao lado do corpo, como fazemos hoje.
O quadro é completado pela análise das mandíbulas e dos dentes da criatura. Com base nesses indícios, a equipe propõe que ele tinha parentesco relativamente próximo com uma espécie sul-africana mais antiga, o Australopithecus africanus, por um lado, e com os primeiros Homo, por outro.
É nesse ponto que a coisa entorta um pouco, porém. Muitos paleoantropólogos defendem que os primeiros membros do gênero Homo são pelo menos meio milhão de anos mais antigos que o A. sediba --é o caso do célebre Homo habilis.
"O A. sediba é único e muito interessante, mas chegou tarde demais à festa", disse à "Science" o paleoantropólogo Brian Richmond, da Universidade George Washington (EUA). Com a publicação dos novos dados, espera-se que mais cientistas levem a espécie em consideração em seus modelos sobre a origem do gênero humano.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Temas para estudo - 1ºA

-PALEOLÍTICO
-NEOLÍTICO
-FENÍCIOS
-TERMO PRÉ-HISTÓRIA
-POVOAMENTO DA AMÉRICA
-HERÓDOTO
-FARAÓS E PATESI
-ORIENTE PRÓXIMO

Estudem ou .......

Profº Maurício

sábado, 6 de abril de 2013

Aos alunos do 1ºA

Entrem na página da classe. Lá está postado as Situações de Aprendizagem 3, 4 e 5, do volume 1 do caderno do aluno. Quero que refaçam as atividades da SA3. Em cada Situação de Aprendizagem estão marcados as páginas que deverão ser respondidas no caderno do aluno. 
Na 2ª feira postarei o que deve ser estudado para a prova do dia 12/04.

Brigadão.

Profº Maurício